A importância do cuidado com equipamentos médicos

médicos

Que os médicos são os profissionais mais importantes para a sociedade, ninguém duvida. Suas habilidades, funções e conhecimentos, são a diferença entre a saúde e a doença, mesmo, a vida e a morte, principalmente em casos de extrema emergência.

São muitos os casos em que médicos demonstram toda a sua capacidade de trabalho mesmo em face de todas as limitações e dificuldade que o próprio sistema de saúde oferece. Por vezes, os mínimos instrumentos necessário faltam.

São pequenas coisas que fazem toda a diferença, principalmente para evitar a proliferação de doenças, ou mesmo a contaminação de outros pacientes ou dos profissionais da saúde, por meio do contato direto com fluidos contaminados ou pela respiração.

  • Luvas;
  • Tubos de ensaio;
  • Máscaras;
  • Toucas;
  • Agulhas.

Pequenos equipamentos de grande importância

As luvas são a diferença entre a contaminação ou não, tanto para pacientes quanto para os médicos.

Não é possível pensar na realização de uma cirurgia, coleta de fluidos, exames de pele e feridas, sem a utilização de luvas que evitam além contaminação, também inflamações, alergias e proliferação de bactérias.

Uma caixa de luva, em qualquer tamanho, pode ser adquirida em qualquer farmácia, com preços módicos.

Muitos médicos, principalmente os médicos da rede pública, em casos de crise extrema de todos os tipos de falta de matérias, costumam comprar pequenos e imprescindíveis equipamentos como esses, do próprio bolso e disponibilizar para uso na unidade.

Os tubos de ensaio com tampa rosqueável, são amplamente utilizados em hospitais e, não somente em laboratórios. Hospitais também realizam, constantemente para exames em pacientes, tanto emergentes quanto os pacientes que, por inúmeras razões, já estão internados no hospital, há algum tempo.

Esse tipo de material é mais incomum para a compra. Normalmente, para adquirir esse produto, é necessário encontrar distribuidora de produtos hospitalares.

A rede pública, só tem acesso a esse tipo de empresa e produtos, por meio de licitações, na maioria dos casos. Geralmente, os vencedores de licitações ganham oferecendo contratos com o melhor custo x benefício.

As máscaras são, principalmente, responsáveis para evitar a contaminação pelo ar. Muitas doenças são transmitidas através do ar, além de absorção de fluidos dos paciente, como gotículas de espirro e tosse.

Para um paciente que já está internado, essa pode ser a diferença entre o agravamento do quadro, ou não.

As máscaras também são produtos vendidos por insumos hospitalares distribuidores. No entanto, as máscaras têm a singularidade de não serem utilizadas somente em hospitais.

Elas podem ser usadas, também, em fábricas, principalmente na indústria alimentícia e química, para evitar contaminação, tanto do produto quanto da força de trabalho, trazendo danos a saúde do colaborador.

As toucas também fazem parte do equipamentos indispensáveis para a realização de procedimentos invasivos, em hospitais.

Fios de cabelo, por mais que seja lavados diariamente, ficam todo o tempo expostos a ação e contaminação de vírus e bactérias que estejam no ar. Dentro do corpo de um paciente em procedimento cirúrgico pode acarretar em infecções gravíssimas.

A importância das agulhas em meios hospitalares

As agulhas são essenciais para a administração de medicações e a realização de exames em geral. As agulhas são essenciais para todos os procedimentos hospitalares desde agulha para coleta de sangue para análises até a cirurgias.

Por essa razão, as agulhas são importante as também podem ser perigosas. Agulhas nunca podem ser reaproveitadas, nem mesmo com uma esterilização feita em um equipamento.

Agulhas precisa ser usadas somente uma vez, pois são fortes contaminadores e implacáveis transmissores de doenças fatais.

Em face do perigo constante de contaminação, uma técnica muito importante foi desenvolvida para amenizar as possibilidade de contaminação em ambientes hospitalares a utilização de agulha para coleta a vacuo.

Esse procedimento evita uma série de riscos, pois permite a coleta do sangue, durante exames, através do vácuo, e vai, diretamente, para o tubo de análise, de acordo com a recomendação internacional do Clinical & Laboratory Standards Institute (CLSI).

Todo e qualquer procedimento hospitalar é delicado e exige o investimento e aplicação de todas as técnicas possíveis de segurança tanto para pacientes quanto para os profissionais da saúde.

Quando em um hospital, não exite em analisar o ambiente em que o procedimento será realizado, se os instrumentos utilizados são descartáveis e se os profissionais da saúde estão devidamente equipados e protegidos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*