5 cuidados essenciais ao fazer a manutenção de ultrassom

Equipamentos de ultrassom são muito comuns em hospitais, e podem ser usados para diversos exames. Muitas vezes, são usados também em clínicas e para o atendimento de mulheres em período de gestação.Esses equipamentos, como a maioria dos equipamentos técnicos hospitalares, não são baratos. Por se tratar de um equipamento complexo, que exige precisão e responsabilidade nos resultados, esse equipamento precisa ser altamente confiável.

Essas características acabam elevando seu custo, como todo equipamento hospitalar. Por isso, é muito importante fazer a correta calibração, manutenção ultrassom e conservação dos aparelhos, para que eles durem o máximo de tempo possível e permaneçam confiáveis em toda sua vida útil.

É importante também, ter ao menos uma noção de como o aparelho funciona e o que ele faz.

O que é ultrassom?

O som é formado por ondas sonoras, que viajam da fonte até nossos ouvidos. Essas ondas oscilam de maneiras diferentes, que nós medimos e chamamos de frequência. A frequência, basicamente, nos diz quão rápido a onda sonora oscila.

Os ouvidos humanos, conseguem captar ondas sonoras em uma determinada faixa de frequência, o que significa que, se uma onda sonora for maior ou menor que essa faixa, nós não conseguiremos ouvir, mas ela existe.

O transdutor para ultrassom, transforma pulsos de corrente elétrica em pulsos de som inaudível por seres humanos, isto é, ele usa a eletricidade para gerar ondas sonoras em uma frequência mais alta, do que as que os nossos ouvidos podem ouvir.

Eles funcionam liberando essas ondas sonoras, que viajam e ecoam quando batem em algo sólido, voltando para o aparelho. É exatamente quando alguém grita e sua voz ecoa pelo lugar, bate em algum obstáculo e volta em forma de eco.

Esse eco que volta para a máquina é lido pelo computador, que mapeia a região e mostra os objetos sólidos presentes. O ultrassom é usado também nos radares de navios e submarinos, que varrem as profundezas do mar.

Podemos destacar alguns tipos de uso para o ultrassom

  • Transdutor de ultrassom para celular, que usa a tela do celular para mostrar imagens;
  • Ultrassom para fisioterapia;
  • Ultrassom industrial;
  • Oftalmológico;
  • Doppler;
  • Para gestantes.

Vamos tratar agora, sobre alguns cuidados que devem ser tomados nesse processo, com a lista a seguir de 5 cuidados essenciais ao fazer a manutenção e conserto de ultrassom.

Manutenção é a chave para uma maior vida útil

1. Ter um profissional bem treinado

O profissional que irá trabalhar com os aparelhos de ultrassom, deve saber, ao menos, o mínimo sobre o funcionamento do aparelho. Isso para qualquer equipamento hospitalar, porque nesse tipo de ambiente, pode haver muitos equipamentos que podem colocar a vida das pessoas em risco.

2. Não perder as datas de manutenção e vistoria de rotina

É muito importante que, se tenha um acompanhamento adequado dos aparelhos de ultrassom.

A manutenção preventiva ultrassom e limpeza, devem ser feitas de maneira periódica e conforme o necessário, e nunca deve ser negligenciada, pois pode afetar diretamente na precisão e confiabilidade dos resultados, também na saúde do operador e do paciente.

Um bom registro de manutenções programadas, pode ser muito útil nesse aspecto, para que se possa acompanhar e ter certeza que nenhum dos aparelhos passou despercebido.

3. Cuidado ao usar produtos de limpeza

Muitos sistemas de ultrassom, utilizam polímeros plásticos (artificiais) e látex em seus componentes. Portanto, é essencial que os produtos de limpeza a serem usados, satisfaçam as necessidades de limpeza e esterilização, sem agredir os materiais do produto ou causar qualquer tipo de dano.

O uso inadequado de materiais de limpeza, pode causar derretimentos, reações químicas indesejadas, desbotamentos e outros efeitos indesejáveis ao produto.

Ainda é necessário atentar-se ao fato de que alguns componentes têm especificações de limpeza diferentes dos demais.

4. Ler atentamente os manuais do produto

Para a manutenção ultrassom fisioterapia correta do produto, é necessário conhecer os manuais de instruções específicos do produto.

Por mais que haja certo nível desejado de padronização, entre os equipamentos disponíveis no mercado, nem sempre eles são exatamente iguais.

Portanto, é importante conhecer o manual, para saber exatamente o que significam os avisos e advertências sinalizadas pelo produto.

5. Fazer limpeza e esterilização apropriada ao uso

O processo de limpeza e esterilização, é diferenciado de acordo com o uso do equipamento. Alguns exames, necessitam de um nível maior de esterilização pós-uso do que outros.

Os componentes também têm diferenças de limpeza já que, alguns são bem sensíveis e podem perder precisão quando em contato prolongado com poeira e umidade.

Esse tipo de informação, pode ser encontrada nos manuais de manutenção do equipamento.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*