Mantenha o metabolismo saudável e pronto para emagrecer

Emagrecer não é trabalho milagroso, depende de uma ferrenha força de vontade e de estímulos físicos e alimentares. Para que qualquer dieta ou atividade dê resultado, o metabolismo precisa ser estimulado.

O grande problema é a inevitável passagem do tempo. Quanto mais envelhecemos, mais o metabolismo desacelera. E isso é uma tendência natural; o corpo perde 50 por cento da musculatura entre os 20 e 90 anos de acordo com estudos de fisiologistas.

Isso não significa que devemos ficar parados esperando o fim inevitável. Praticando as atividades físicas corretas e adequadas às faixas etárias é possível manter o metabolismo em plena atividade. 

 

Atividades físicas mantém o metabolismo melhor

Uma série de atividades aeróbicas (que ajudam a reforçar o condicionamento pulmonar) e anaeróbicos (que reforçam a musculatura) praticadas com frequência  e com acompanhamento médico (nenhuma atividade física constante deve ser feita sem acompanhamento!) mantém o nível de massa magra num bom patamar. 

Vamos dar alguns exemplos do que pode ser feito de efetivo para cada faixa etária.

Entre os 20 e 30 anos: é o período da vida em que tudo funciona como um relógio suíço. Manter um corpo definido é de certa forma fácil graças à rapidez com que o corpo responde aos exercícios. Por isso, a recomendação é intensificar os exercícios para que o organismo acostume-se com o movimento e “vicie-se” em endorfina. Dica: concentre-se em exercícios aeróbicos (corrida e ciclismo, por exemplo), de 40 a 60 minutos diários, sem deixar de tonificar os músculos com um pouco de musculação.

Entre 30 e 40 anos: o início do declínio metabólico. Se não houver cuidado, é muito fácil acumular gordura; bastam alguns momentos sedentários aliados a uma dieta inadequada para começar os problemas de saúde e problemas sexuais precoces.  É hora de intensificar a musculação e fazer atividades físicas, fazendo um mínimo de três sessões semanais, alternando com uma atividade aeróbica,

Entre 40 e 50 anos: queima-se poucas calorias e ganha-se mais peso; agora a luta é contra os efeitos inexoráveis da idade. Para que o corpo possa perder as calorias necessárias em um misto de exercício aeróbico com musculação, uma única palavra: Pilates. O método criado pelo alemão Joseph Pilates é uma junção de alongamento e exercícios ideal para deixar os músculos tonificados, além de melhorar a postura, o equilíbrio e a coordenação motora, já que o peso do próprio corpo é usado como alavanca.

Além disso, é indispensável cuidar do sono, pois a privação do sono, pode alterar totalmente o funcionamento do organismo.

 

Privação do sono pode levar a excesso alimentar

Se você anda se alimentando mais ultimamente e não consegue identificar a causa do distúrbio, observe se suas noites de sono também não andam também com a qualidade reduzida.

Estudos recentes, conduzidos por pesquisadores na Universidade de Columbia, indicaram que as pessoas realmente consomem mais alimento em situação de privação de sono (de alguma maneira chegaram ao valor de 300 calorias extra, o que pode muito bem levar a um rápido aumento de peso).

O pior de tudo é que não se trata de, apenas, mais alimento: as calorias extra normalmente são obtidas por meio de guloseimas de alto teor de gordura, como frituras, sorvete, biscoitos e hambúrgueres. Para piorar o lado das meninas, o efeito foi mais evidente entre as mulheres do que nos homens.

Sugestões para dormir melhor

Basicamente, para dormir melhor você precisa de sua cama, silêncio e comprometimento.

Em primeiro lugar, sua cama deve ser o lugar de dormir (e de fazer amor), e não de trabalhar, ver tevê ou comer.

Não vá deitar apenas porque você acha que é a hora de dormir: espere seu corpo “pedir” o descanso, deixe que o cansaço realmente traga o sono. Tão logo se sinta sonolento, vá dormir.

Acorde todos os dias à mesma hora. Não importa a que horas você tenha ido dormir na noite anterior, ponha o despertador para a mesma hora sempre, e levante-se logo, não fique procrastinando.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*