Os 7 sinais de dependência em drogas e o que você pode fazer sobre isso?

É comum que um usuário de drogas oculte da família que se tornou viciado em narcóticos, ou ao menos tente esconder a dependência química.

Todavia, esse processo pode ser difícil, já que a dependência altera o comportamento e a forma pelo qual o adicto pensa. Há sinais perceptíveis para descobrir a dependência, você deseja saber? Acompanhe a leitura e tire suas próprias conclusões.

Lembre-se que é fundamental encontrar uma clínica de reabilitação, a dependência química leva a morte de 500 mil pessoas anualmente. Continue a leitura:

Consumo compulsivo: 

O consumo compulsivo começa em festas, datas comemorativas e dentre outros. Todavia, com o tempo o adicto não se importa em fazer o uso do produto sozinho. Consome a substância química em qualquer lugar, e a qualquer momento. Seja o álcool, cigarro, cocaína, maconha, crack e dentre outros. O consumo compulsivo faz com que o adicto consuma o produto no primeiro horário do dia, nada mais importa a não ser consumir a substância corrosiva.

Negação: 

Orientações e conselhos são deixados de lado por um dependente químico. Quando alguém pede ao adicto para parar de usar drogas, se sente irritado e nervoso. O adicto se sente ofendido e não aceita o fato de que se tornou viciado em narcóticos. O estado de negação é um dos primeiros sintomas para descobrir se uma pessoa se tornou dependente.

Mudança de rotina: 

Troca o dia pela noite, ou tem mudanças bruscas na rotina. Por muitas vezes o adicto pode até perder o seu emprego e se isola de todos, o que antes gostava de fazer agora não faz mais, deixa de lado seus hobbies e eventos sociais. A mudança de rotina acontece gradativamente, e por muitas vezes pode desenvolver um comportamento depressivo.

Mente com frequência: 

Primeiramente o viciado em narcóticos oculta dos familiares que consome determinado tipo de droga. Todavia, os familiares devem estar atentos aos sinais, comportamento e conduta do adicto. Estar ciente das amizades, e se atentar aos objetos que desaparecem de casa. Perceber como anda a aparência do adicto e quais os lugares que o indivíduo frequenta.

Comportamento alterado: 

O momento em que o adicto fica longas horas sem a droga no corpo, se torna irritado e nervoso. Todavia, há drogas que estimulam a agressividade do adicto, como por exemplo o uso de bebida alcoólica. O consumo de drogas altera o comportamento do viciado em narcóticos, para cada droga um efeito colateral adverso.

Se torna uma pessoa negligente:  

Não se importa com a sua saúde, vive desnutrido e faz uma péssima alimentação. Deixa de lado a higiene pessoal, e vive em situações precárias. Nada mais importa, a não ser consumir a substância química.

Mudanças de humor: 

Há um mix de sentimento como por exemplo a alegria, tristeza profunda, irritabilidade, nervosismo, agressividade e dentre outros. A mudança de humor é um dos fatores mais comuns para descobrir a dependência química de uma pessoa viciada em narcóticos.

O que fazer para ajudar um dependente químico?

Você consegue apontar os sinais da dependência de uma pessoa próxima a você? Se você deseja ajudar um viciado em narcóticos, busque ajuda em uma clínica de recuperação. A instituição visa ajudar famílias e usuários de drogas a encontrar uma solução para o problema.

Não desista de quem precisa de ajuda, a dependência química é uma doença crônica que provoca graves doenças físicas e mentais. Deseja realizar uma internação voluntária, involuntária ou compulsória? O tratamento para dependentes químicos pode ajudar em todas as orientações. Apenas entre em contato e tire suas dúvidas sobre a dependência química e alcoólica.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*