Quais são os principais tipos de meias de compressão?

No mercado online, todos tem a sua disposição uma variedade de produtos estéticos e médicos que atendem a suas necessidades conforme recomendações médicas. Um exemplo desses produtos são as meias de compressão.

Meias de compressão são utilizadas tanto para o tratamento quanto para a prevenção de doenças vasculares. Mas, é importante ressaltar que a melhor escolha para a sua situação deve partir de uma recomendação médica, já que até elas possuem contra indicações. Conheça agora quais são os tipos de meias de compressão existentes no mercado.

A importância das meias de compressão na melhora da nossa saúde

A necessidade de utilização das meias de compressão se deve a diversos problemas que podem atingir uma grande parcela das pessoas. Problemas como insuficiência venosa crônica, varizes, dores no geral e trombose, por exemplo.

Para cada problema existe um tipo recomendado por médicos angiologista, especialista na área, e que conseguirão informá-lo exatamente qual a melhor escolha para a solução e melhora de determinadas doenças.

Claro, sempre tem quem busca se prevenir, mas, como já foi dito, as meias de compressão também apresentam contra indicações que podem não surtir efeito ou até mesmo agravar um problema que você nem sabe que tem. 

Quais os principais tipos de meias de compressão e os níveis por mmHg

Existem, ao todo, 3 tipos principais de meias de compressão e 3 níveis de compressão que ajudam com diferentes problemas, escolher a correta diminui os riscos de piora dos sintomas. Conheça logo abaixo quais são.

Anti trombo

Esse tipo de meia de compressão é destinado a pessoas que sofrem de problemas vasculares como coágulos, problemas circulatórios e trombose. Em casos assim, o médico pode recomendar a utilização de meias de média ou suave compressão.

Úlceras Venosas

Com um nome sugestivo, este tipo de meia de compressão é destinado a  pessoas que sofrem com aparecimento de úlceras localizadas acima do tornozelo. O médico especialista pode recomendar a utilização de meias suaves, que são destinadas ao alívio de dores e inchaço.

Corrida

Para quem costuma praticar exercícios físicos existem meias de compressão projetadas especialmente para essas atividades. A tecnologia utilizada nelas tem como objetivo aumentar a circulação do sangue e a musculatura na região, benefícios que também combatem o cansaço. Nessas ocasiões, o médico especialista poderá indicar a que melhor o ajudará.

Os níveis de compressão:

Até 23mmHg (suaves): É a meia de compressão com o menor nível do mercado. Esta é destinada a prevenção de problemas relacionados à circulação sanguínea e alívio de dores e inchaços na região das pernas que podem ser ocasionados por diferentes problemas. Antes de utilizar, consulte um médico especialista e siga recomendações.

De 20 a 30 mmHg (médias): O nível maior requer, também, um parecer médico, já que a partir deste nível as meias de compressão são utilizadas para tratamento de doenças na região das pernas, como trombose.

De 30 à 40 mmHg ou mais (altas): Doenças venosas estão nas lista das doenças graves que podem afetar as pernas e trazer grande incômodo aos afetados. meias de alta compressão usadas tanto como tratamentos quanto para a cura de problemas graves. 

São muito usadas também em pós-operatórios e varizes decorrentes de uma gravidez.

Os “mmHg” que indicam o nível das meias de compressão

Os diferentes níveis de compressão são medidas em Milímetros de Mercúrio, ou mmHg, que se relaciona a força ou pressão que a meia exerce sobre a perna do usuário. Por curiosidade, a escala utilizada na medição do mmHg é a mesma que médicos e equipamentos utilizam para medir a pressão arterial dos pacientes.

Modelos de meias de compressão

Mesmo utilizadas também para fins médicos, as meias de compressão estão disponíveis em diferentes modelos para o público. são eles:

  • -Meia calça;
  • -Meia 7/8;
  • -Meia 3/4; 
  • -Meias para gestantes;
  • -Com zíper;
  • -Com cinta;
  • -Ponteira aberta;
  • -Ponteira fechada.

A forma certa de escolher a meia de compressão

A meia de compressão precisa ser precisa sobre a força exercida na perna, por esse motivo, a medição do tamanho tem grande importância. Você deve levar em conta, por exemplo, áreas da perna como coxa, panturrilha e tornozelo, tamanho do calçado e também a hora certa para realizar a medida. 

Se você tirar as medidas em algum momento do dia após caminhadas e exercícios físicos, por exemplo, pode ser que os números estejam errados, uma vez que, ao exercer força no caminhar, correr ou levantar peso, as pernas tendem a inchar, fazendo com que as medidas se tornem maiores do que originalmente são.

Para evitar isso, o ideal recomendado é que todas as medidas sejam tomadas logo após acordar, pois, após o repouso da noite, as pernas voltaram ao seu estado normal.

Uma dica importante, sempre que for comprar novas meias, faça uma nova medida. A vida útil de uma meia de compressão varia de 3 a 6 meses, no passar do tempo, as medidas das pernas apresentam significativas diferenças.

O cuidado

Como tudo, os cuidados com as meias de compressão são tão importantes quanto a lavagem de roupas convencional,embora os cuidados com ela sejam mais delicados. 

Para lavar as meias utilize sabão neutro e suas próprias mãos, evite lavá-las juntamente com outras peças de roupas, assim, evitará o contato dela com outros produtos como alvejantes. É recomendado também deixá-la secar ao longo do dia, ao ar livre.

Por último, é também importante para manter a integridade da meia, é evitar unhas dos pés grandes que podem vir a causar danos no tecido como furos ou rasgos. 

Não é apenas nos pés, mas nas mãos na hora de vesti-las também, cuidado com anéis ou outros objetos que possa enroscar na meia e/ou rasgá-las.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*