Saiba quais são os procedimentos cirúrgicos para o rosto: tire suas dúvidas

procedimentos cirúrgicos

Já pensou em realizar alguns procedimentos cirúrgicos no rosto? A maioria de nós, em algum momento, pensamentos em mudar algo de nossa aparência física — e, no rosto, principalmente.

Neste texto falaremos um pouco sobre alguns procedimentos realizados na face desde harmonização facial até procedimentos cirúrgicos, além dos possíveis valores das operações, claro. Confira!

O que são os procedimentos de harmonização do rosto?

A harmonização facial consiste em uma série de procedimentos estéticos com a intenção de buscar — como já sugere o próprio nome — a harmonia entre as feições do rosto. Esses procedimentos podem ser mais invasivos, como é o caso das cirurgias plásticas, ou apenas a aplicação de estimulantes de colágeno que ajudarão a determinar a aparência desejada.

Para quem são indicados esses procedimentos?

Os procedimentos de harmonização facial são indicados para pessoas que desejem harmonizar os traços do rosto, disfarçar as marcas da passagem do tempo, e até mesmo para pacientes que sofreram algum tipo de deformação no rosto e a harmonização pode amenizar as consequências.

Qual profissional atua nesse procedimento?

A harmonização facial é um procedimento cirúrgico e pode ser realizada por dentistas, já que consiste em um processo diretamente na área do corpo em que o odontologista atua: a face.

Como funciona a harmonização do rosto?

A harmonização no rosto consiste em realizar preenchimentos (bioestimulantes de colágeno, ácido hialurônico, tudo vai depender da necessidade do cliente), esticamentos de regiões flácidas da pele através de cirurgias plásticas ou até mesmo a remoção de gorduras em regiões específicas.

Quanto custa a harmonização do rosto?

O valor de uma harmonização facial depende, além de quanto o cliente pode gastar, das suas necessidades. O preço pode variar de R$ 1.200 a R$ 20 mil.

Cirurgia plástica no rosto: o que é e quando indicado

A cirurgia plástica, no entanto, é um procedimento mais invasivo que envolve retiradas de gorduras estocadas no rosto, como, por exemplo, a Bolsa de Bichat, e até mesmo a restauração de pessoas que sofreram alguma lesão ou trauma capaz de deformar a sua aparência. Apesar de ser um processo mais radical que a harmonização facial realizada pelos odontologistas, pode servir para alavancar a autoestima e ajudar a solidificá-la.

Quais os tipos de cirurgia plástica no rosto?

Além das cirurgias estéticas, as cirurgias plásticas no rosto podem ter a ver com questões de má formação como é o caso da correção de fendas labiais, e até procedimentos bem menos invasivos que passar pelo bisturi.

Mentoplastia

É possível remodelar o queixo através de implantes ou dos ossos — seja para frente ou para trás — e promover um queixo mais definido, mais marcado, ou realizar o procedimento inverso.

Implantes

Apesar do queixo, da mandíbula, e das maçãs do rosto serem os campeões na escolha de onde por implantes faciais é possível realizá-los por toda a face. Os implantes oferecem um contorno facial mais marcado, mais definido, e promove o aumento da autoestima.

Lifting de sobrancelhas

A técnica utilizada depende muito dos objetivos do paciente, mas consiste, basicamente, em uma elevação — e, em alguns casos, o reposicionamento — das sobrancelhas.

Otoplastia

Apesar de auxiliar na reconstrução da região das orelhas causadas por traumas ou lesões, a otoplastia também pode ter cunho estético. A otoplastia serve para tornar a posição, a forma ou até o tamanho das próprias orelhas para uma estrutura em mais harmonia com o rosto.

Bichectomia

O corpo, em várias regiões, utiliza a gordura estocada como uma espécie de amortecedor natural. Na região das bochechas, mais precisamente das têmporas quase chegando na mandíbula, existe uma estrutura chamada Bolsa de Bichat; é nesta estrutura que se abriga uma reserva de gordura com a função de amortecer impactos.

 

Na bichectomia, a Bolsa de Bichat são removidas para dar um aspecto mais afilado ao rosto de quem se submete a esse procedimento.

Blefaroplastia

Ao mexermos nas pálpebras, através da blefaroplastia, é possível dar ao paciente um olhar mais jovem e mais descansado. Pacientes que possuam ptose palpebral (a famosa “pálpebra caída”) também podem se submeter a esse procedimento para melhorar a autoestima e, em alguns casos, até visão dificultada pela pálpebra.

Rinoplastia

Além das dificuldades respiratórias, muitas vezes provocadas por estruturas com má formação como é o caso do desvio de septo, a rinoplastia pode modificar o nariz do paciente para trazer mais harmonia à composição do seu rosto.

Lifting de sobrancelhas

A técnica utilizada depende muito dos objetivos do paciente, mas consiste, basicamente, em uma elevação — e, em alguns casos, o reposicionamento — das sobrancelhas.

Lifting de testa

Seu principal objetivo é melhoras as rugas e as linhas de expressão que, inevitavelmente, surgem com o passar do tempo. Traz um aspecto mais jovem ao paciente. Também é chamada “lifting frontal”.

Ritidoplastia

Retira sinais nítidos de envelhecimento nas regiões do rosto e pescoço, sinais tais como rugas, linhas de expressão e até mesmo flacidez. Também pode solucionar excesso de gordura e a perda de tônus muscular na região.

Tumores cutâneos

A retirada total, ou parcial, de lesões — essas lesões podem ser tumores benignos ou malignos, tornando essa uma cirurgia plástica tanto de teor estético quanto médico.

Esta cirurgia retira desde pintas até melanomas.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*