Seguro de Vida: Vale a pena contratar?

seguro de vida

A pergunta feita por muitas pessoas é: “vale a pena contratar um seguro de vida?” e ela pode rondar a cabeça das pessoas, já que, em sentido contrário dos benefícios desse tipo de apólice, está a obrigação financeira mensal.

Por isso, analisar os prós e contras deste tipo de contratação e entender melhor as ocasiões em que ter um seguro de vida pode realmente fazer a diferença ajuda a clarear esse tipo de questionamento.

Além disso, essa análise contribui para definir, também, quais seriam as condições mais adequadas de um seguro para atender as demandas dos mais diversos perfis. Saiba mais a seguir!

Para que serve o seguro de vida?

O seguro de vida serve para que você e os seus dependentes possam contar com um plano de cobertura durante um determinado período. Assim, no momento de contratação o tempo é definido para que, durante um certo período de anos, a sua família seja amparada em casos de imprevistos.

Para obter os benefícios especificados no plano, o segurado fica na obrigação de cumprir com os pagamentos mensais. As seguradoras podem oferecer diversos benefícios e incentivos para a manutenção do pagamento em dia dos seus clientes, como sorteios e prêmios.

O principal objetivo do seguro de vida é garantir a segurança financeira do segurado e dos seus dependentes.

Dessa maneira, caso haja a ocorrência de mortes, acidentes, incapacidade temporária ou permanente, o seguro pode ser acionado para o recebimento de uma renda financeira que vai garantir a estabilidade da família em momentos difíceis.

Quem pode contratar um seguro de vida?

Qualquer pessoa, com ou sem dependentes, pode contratar um seguro de vida. Ainda que a pessoa em questão não tenha filhos ou cônjuges, pode apontar algum beneficiário para receber o seguro na ocasião da sua morte.

Mesmo que em casos de morte e acidentes uma pessoa não deixe dependentes para trás, o seguro de vida é uma maneira de garantir maior tranquilidade para os entes queridos, pois o benefício pode ser empregado para pagar dívidas e outros tipos de pendências e cobrir gastos com o funeral, por exemplo.

No entanto, para pessoas que não têm pessoas que dependem diretamente da sua renda, o impacto da sua morte pode não ser tão grande na vida de outras pessoas em termos financeiros. Para garantir maior tranquilidade com relação a gastos com seu funeral e outras pendências, neste caso, outras alternativas podem ser mais atrativas e vantajosas.

A partir de quando vale a pena fazer um seguro de vida?

Apesar de o seguro de vida ser um serviço que qualquer pessoa pode acessar, existem alguns perfis para quem uma apólice deste tipo representa uma questão sensível.

Pessoas com filhos, irmãos, pais e parceiros que dependem financeiramente da sua renda, por exemplo, podem obter maior tranquilidade ao contratar um seguro pessoal.

Após a sua morte, os entes queridos podem aplicar o benefício para manter a sua qualidade de vida durante algum tempo, proteger imóveis e outros bens realizando o pagamento de pendências financeiras, financiar custos estudantis, pagar contas médicas ou manter um plano de saúde por alguns anos, liquidar dívidas, entre outras questões que podem ser tornar prioritárias e até mesmo urgente.

É vantajoso ter um seguro de vida?

As vantagens de ter um seguro de vida envolvem segurança para si mesmo e para seus entes queridos, maior tranquilidade, qualidade de vida, proteção patrimonial e familiar, herança de longo prazo e muitas outras.

Para compreender melhor a relação entre as possíveis vantagens e o seu perfil, entre em contato com uma seguradora. Um especialista em apólices de seguro vai levar em consideração informações como estrutura familiar, número de dependentes, idade, renda e o que mais for conveniente para apresentar a melhor solução para as suas demandas.

Os seguros de vida temporários podem ser uma opção para pessoas que querem garantir segurança durante um período específico. Alguns exemplos podem ser: até a maioridade dos filhos, até a quitação de um imóvel, entre outras necessidades. Nesta modalidade de seguros, os preços são mais acessíveis em comparação com as que oferecem cobertura permanente.

Já em muitos outros casos, a cobertura para a vida toda pode parecer mais vantajosa para quem quer contar, continuamente, com a segurança de um seguro. Este tipo de contratação é de longo prazo e vai acompanhar o segurado durante todos os anos da sua vida a partir da contratação. No entanto, os preços para esse tipo de seguro podem ser significativamente maiores em relação aos temporários.

Conclusão

Podemos concluir que o seguro de vida é uma opção que pode atender diferentes perfis, até mesmo pessoas jovens sem dependentes.

É uma maneira de obter maior segurança e paz de espírito, tanto em relação a garantir maior proteção para os entes queridos quanto como uma forma de deixar algum recurso financeiro para os seus familiares. Muitos seguros incluem um Seguro Funeral que permite que sua família viva de maneira mais tranquila e segura.

Agora que você já viu algumas das situações em que vale a pena contratar um seguro de vida, que tal acessar o nosso site para saber mais?

Para saber mais sobre Seguros e outros assuntos da área acesse o nosso blog.
Conteúdo desenvolvido pela Facilita Seguros  a corretora que descomplica a sua vida!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*